Conversa com Gestor Revista Bem-estar #21 - Mar a Abr 2015

O momento é de aprovação do plano de custeio para 2015. Anualmente cada plano é submetido a uma avaliação atuarial realizada por atuário externo e apresentada para deliberação dos Comitês Gestores de Investimentos e Previdência e Conselho Deliberativo. Movimentos realizados nos últimos anos, como a adequação de tábua de mortalidade, taxa de desconto e de inflação, mostraram-se necessários, uma vez que o plano de custeio deve buscar o equilíbrio financeiro e atuarial de todos os planos previdenciários. Para 2015, continuaremos a realizar estudos para testar a adequação das hipóteses atuariais, não apenas para atender determinações legais como também para o necessário acompanhamento dos eventos que interferem no dia a dia dos planos.

É importante que o participante saiba que seu plano de previdência constantemente é estudado para que corresponda à realidade de sua população – é isso com que faz que eles sejam seguros e perenes. Além disso, em 2015 pretendemos equacionar pendências relacionadas aos benefícios de renda vitalícia nas estruturas de contribuição variável. Os regulamentos dos planos previdenciários não permitem a adoção dos parâmetros atuariais vigentes na data do cálculo do benefício, o que tem gerado insuficiências patrimoniais e a necessidade de ajustes para manutenção do equilíbrio desses planos.

Quais são as iniciativas da Funcesp para obter rentabilidade em um cenário econômico instável?

A Funcesp possui uma equipe de investimentos altamente qualificada e reconhecida. Os investimentos são geridos com segurança para perseguir as metas atuarias – que garantem os compromissos que os planos possuem com seus participantes. Em 2014, obtivemos bons resultados, bem próximos à meta atuarial que foi de 9,63% - nosso resultado consolidado foi de 9,07%. Mas quando olhamos em um patamar maior de tempo, no qual realmente os resultados de um investimento de fundo de pensão são sentidos, temos um “colchão” superavitário. Ou seja, a Funcesp possui preparo para administrar os planos de previdência com segurança, mesmo em um cenário em que os investidores no geral têm encontrado grandes desafios para obter rentabilidade. Para quem se interessa a fundo pelas estratégias de investimentos, convido a ler a Política de Investimento de seu plano, que fica disponível no portal da Funcesp (menu Investimentos).

Em 2014, cerca de 1.800 pessoas aumentaram a parcela de Contribuição Voluntária. Investir no plano de previdência continua sendo rentável?

Quando falamos de um plano de previdência, o objetivo é de longo prazo, logo os resultados devem ser avaliados desta forma. O investimento em aposentadoria prevê a segurança de uma renda que pode ser vitalícia (ou não, dependendo da escolha do participante) após o término do período laboral. Ou seja, este tipo de investimento busca a constância de um benefício que será pago mensalmente, por determinado número de anos. E como temos sentido nos resultados de nossas campanhas para  aumento da Contribuição Voluntária, muitos participantes já enxergam a importância deste aporte à formação da poupança de aposentadoria.

O programa Vida Investe, de educação financeira e previdenciária, ensina por meio de palestras, eventos e dicas que organização financeira é o meio para conquistar objetivos hoje e no longo prazo. Convido aos participantes a acessarem www.vidainveste.com.br.

 

Qual a segurança que os participantes encontram na Funcesp?

Como investidores institucionais, os fundos de pensão fomentam a economia e a inovação; como administradores de planos de previdência, permitem que os colaboradores das empresas que oferecem este benefício construam uma reserva de aposentadoria com vantagens como a participação da empresa e a isenção de taxas de administração.

Aos participantes da Funcesp, ressalto ainda a segurança da governança corporativa da entidade, que administra o patrimônio, as regras dos planos e benefícios e a própria gestão de forma compartilhada, com representantes de seus participantes envolvidos nas decisões. Vale ressaltar também que, em 46 anos de atuação, nos tornamos o maior fundo de pensão patrocinado por empresas da iniciativa privada. É a segurança de um patrimônio e de uma história que compartilhamos com nossos participantes e suas famílias.