Se a aposentadoria está chegando, saiba que ainda dá tempo de se preparar!

Quando falamos em aposentadoria, um pensamento é comum: preparar-se para ela parece algo distante e que pode ser postergado. Ainda bem que, como diversas pesquisas têm mostrado, os jovens profissionais começam mais cedo a investir em previdência – reflexo até mesmo da facilidade oferecida pelas empresas que, para fidelizar seus talentos, passaram a inserir a previdência complementar em seus pacotes de benefícios.

Mas, para uma grande parcela dos brasileiros, especialmente aqueles que hoje estão próximos da aposentadoria, o conceito de investir no futuro ainda é algo novo e que só começou a ser disseminado há poucos anos, quando depender do INSS ficou crítico. E o que fazer se o grande momento está chegando e parece que está muito tarde para se preparar para uma renda melhor?

Desde que começamos o Vida Investe, que contempla o programa de Preparação para a Aposentadoria (PPA), focado nos participantes que vão se aposentar daqui cinco anos, tenho ouvido muitas histórias e arrependimentos de quem não se preocupou com o futuro. Quando falo dos benefícios de investir mais no plano previdenciário, sempre escuto: “Por que não me informei disso antes? Se eu tivesse me planejado poderia ter feito mais contribuições e garantir uma renda melhor na aposentadoria.”

Mas, mesmo que esteja próximo de se aposentar é importante que você saiba que ainda pode direcionar recursos que farão grande diferença na sua renda mensal. Normalmente, quando abro um gráfico nas palestras mostrando a diferença do valor final ao fazer contribuições e planejar a aposentadoria, a surpresa é geral e o assunto conquista o importante espaço dele na vida das famílias.

Se você não está satisfeito com a expectativa de renda que vai ter ao se aposentar, está na hora de rever seu planejamento financeiro e a relação com o consumo no presente, para ter um benefício melhor e mais tranquilidade para aproveitar uma nova fase em sua vida. Afinal, pense que depois do período laboral, é a sua aposentadoria que poderá manter seu poder aquisitivo por muitos anos. 

Um dos melhores exemplos de como redirecionar seu planejamento é reservar uma fatia das férias, do 13º salário ou de alguma renda extra, que antes era gasta com consumo imediatista, para contribuir ao seu plano de previdência. Ou mesmo se organizar para eliminar gastos desnecessários e passar a investir este dinheiro mensalmente para sua aposentadoria, com as contribuições voluntárias. O ideal sempre é ter começado lá atrás, mas mesmo o público que está próximo de se aposentar consegue fazer bons incrementos adotando essa medida.

Outra possibilidade é avaliar seus investimentos e estudar quais são os mais vantajosos e seguros. Por exemplo, ao migrar as reservas de uma previdência aberta para o seu plano da Fundação CESP, você se livra das taxas de administração e carregamento que normalmente são aplicadas pelos bancos sobre seu dinheiro, e passa a ter mais rendimentos para sua aposentadoria.

A mensagem que tentamos passar com o programa Vida Investe é que o seu futuro começa com as escolhas do presente. É agora que você deve olhar com mais cuidado para como você quer que sua aposentadoria seja, independente se ela virá daqui cinco anos ou mais.  Ainda dá tempo!