Qual o efeito dos juros na sua vida?

Primeiro, é importante saber que a taxa Selic é a taxa básica de juros. Como o próprio nome diz, ela define as taxas de juros do País. A política monetária brasileira, realizada pelo Banco Central, geralmente usa a seguinte estratégia:- quando os preços estão subindo (alta da inflação), costuma-se elevar a taxa Selic. Com taxa de juros mais alta, o consumo tende a diminuir (porque fica mais caro tomar crédito) e a inflação fica controlada;- já quando o Governo quer movimentar a economia e aumentar o consumo, reduz a taxa de juros. Assim, fica mais barato financiar, tomar crédito, e as pessoas acabam motivadas a comprar. O poder dos juros compostos A forma mais comum de se calcular juros hoje em dia é a dos “juros compostos”. Funciona assim: Imagine que você tenha uma dívida de R$ 5.000. Com juros de 10% ao mês, a evolução dela seria, no mínimo, a seguinte (sem considerar outros encargos): Junho: R$ 5.000Julho: R$ 5.500 (10% sobre o valor inicial: R$ 1.000)Agosto: R$ 6.050 (10% sobre a parcela de julho)Setembro: R$ 6.655 (10% sobre a parcela de agosto)Outubro: R$ 7.320 (10% sobre a parcela de setembro)Novembro: R$ 8.025,55 (10% sobre a parcela de outubro) Para você perceber o impacto dos juros, compare o valor da sua dívida em junho com o quanto deveria ser pago em novembro. Viu só?