Uso de Ambulância/Remoção

REMOÇÃO PARA BENEFICIÁRIOS QUE JÁ TENHAM CUMPRIDO O PERÍODO DE CARÊNCIA

 

COBERTURA

Para os casos comprovadamente necessários, os beneficiários terão direito à cobertura de remoção, desde que dentro dos limites da abrangência geográfica e de atuação deste plano, nas seguintes situações e condições:

  • Remoção de hospital ou serviço de pronto-atendimento vinculado ao SUS, para hospital pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário;
  • Remoção de hospital ou serviço de pronto-atendimento privado não credenciado, para hospital pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário;
  • Remoção de hospital ou serviço de pronto-atendimento credenciado, para outro hospital pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário, apenas quando caracterizada, pelo médico assistente, a falta de recursos para continuidade de atenção ao beneficiário no hospital de origem;
  • Remoção de hospital ou serviço de pronto-atendimento público ou privado, não pertencente a rede credenciada da Funcesp e localizado fora da área de atuação do plano contratado pelo beneficiário, para hospital pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário apto a realizar o devido atendimento, apenas nos casos em que o evento que originou a necessidade do serviço tenha ocorrido dentro da área de atuação do plano contratado pelo beneficiário e na indisponibilidade ou inexistência de prestador nesta área;
  • Remoção de hospital ou serviço de pronto-atendimento credenciado, para outro hospital pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário, nos casos em que houver previsão contratual para atendimento em estabelecimento de saúde específico.

 

REMOÇÃO DOMICILIAR NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA

  • Remoção do domicílio do beneficiário, para hospital ou serviço de pronto-atendimento, pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao seu plano de saúde;
  • Remoção do hospital ou serviço de pronto-atendimento, pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário, para o seu domicílio;

No caso de chamado domiciliar ou de remoção do estabelecimento hospitalar ou pronto-atendimento para o domicílio do beneficiário, o serviço somente estará coberto quando devidamente justificado por relatório médico;
 

REMOÇÃO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA PARA BENEFICIÁRIOS QUE AINDA ESTEJAM CUMPRINDO O PERÍODO DE CARÊNCIA

  • Será garantida a remoção para uma unidade do SUS, após o atendimento de urgência/emergência, no caso de beneficiário que ainda esteja cumprindo carência para internação;
  • Caberá à Funcesp o ônus da remoção do beneficiário para uma unidade do SUS que disponha dos recursos necessários a garantir a continuidade do atendimento;
  • Quando a remoção não for possível por risco a vida ou outra razão técnica, o beneficiário e o prestador do atendimento deverão negociar entre si a responsabilidade financeira da continuidade da assistência, desobrigando-se, assim, a Funcesp, desse ônus;
  • Na remoção, a Funcesp deverá disponibilizar ambulância com os recursos necessários a garantir a manutenção da vida, só cessando sua responsabilidade sobre o beneficiário quando efetuado o registro na unidade do SUS;
  • Quando o beneficiário ou seus responsáveis optarem, mediante assinatura de termo de responsabilidade, pela continuidade do atendimento em unidade que não seja pertencente ao SUS, a Funcesp estará desobrigada da responsabilidade médica e do ônus financeiro da remoção;
  •  

 SOLICITAÇÃO E AUTORIZAÇÃO
 

Toda solicitação de remoção está centralizada na Central de Regulação 24 horas, no telefone 011 4004.0173 ou 0800 722 0173.

Esta Central, após análise da solicitação, havendo pertinência técnica, acionará o serviço de ambulância, fornecendo a respectiva senha de autorização.

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES NA SOLICITAÇÃO

  • A situação do beneficiário para direcionamento do tipo de ambulância (simples ou UTI);
  • Nome completo do beneficiário e o número do Cartão de Identificação da Funcesp;
  • Sexo e idade do beneficiário;
  • Nome completo de quem solicita a ambulância;
  • Grau de parentesco do solicitante com o beneficiário;
  • Telefones para contato (residencial e celular);
  • Endereços completos do local onde está o beneficiário e do hospital ou pronto-socorro para o qual será transportado;
  • Diagnóstico (se houver);
  • Nome do médico responsável (se houver);
  • Se a vaga hospitalar já foi solicitada;
  • Detalhes sobre o local onde o beneficiário se encontra (se existem escadas ou elevadores).

 

Procedimentos Cobertos

Além de atender todos os procedimentos exigidos no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde editado pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), o plano de saúde oferece coberturas adicionais, mantendo o objetivo de contribuir para que você tenha uma vida mais digna.

Confira as principais (a lista completa pode ser verificada no regulamento do plano de saúde):
 
•Cobertura de todos os procedimentos exigidos para ANS;
 
•Além dos transplantes exigidos pela legislação (córnea, rim e autógeno de medula), cobertura também para transplantes dos demais órgãos;
 
•Sessões de fonoaudiologia;
 
•Sessões de psicologia;
 
•Sessões de terapia ocupacional;
 
•Sessões de RPG;
 
•Internações psiquiátricas e de dependência química, além do que é previsto em legislação;

•Assistência e internação domiciliar;

Uso de Ambulância/Remoção

Uso de Ambulância/Remoção

 

REMOÇÃO PARA BENEFICIÁRIOS QUE JÁ TENHAM CUMPRIDO O PERÍODO DE CARÊNCIA

 

COBERTURA

Para os casos comprovadamente necessários, os beneficiários terão direito à cobertura de remoção, desde que dentro dos limites da abrangência geográfica e de atuação deste plano, nas seguintes situações e condições:

  • Remoção de hospital ou serviço de pronto-atendimento vinculado ao SUS, para hospital pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário;
  • Remoção de hospital ou serviço de pronto-atendimento privado não credenciado, para hospital pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário;
  • Remoção de hospital ou serviço de pronto-atendimento credenciado, para outro hospital pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário, apenas quando caracterizada, pelo médico assistente, a falta de recursos para continuidade de atenção ao beneficiário no hospital de origem;
  • Remoção de hospital ou serviço de pronto-atendimento público ou privado, não pertencente a rede credenciada da Funcesp e localizado fora da área de atuação do plano contratado pelo beneficiário, para hospital pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário apto a realizar o devido atendimento, apenas nos casos em que o evento que originou a necessidade do serviço tenha ocorrido dentro da área de atuação do plano contratado pelo beneficiário e na indisponibilidade ou inexistência de prestador nesta área;
  • Remoção de hospital ou serviço de pronto-atendimento credenciado, para outro hospital pertencente a rede credenciada da Funcesp e vinculado ao plano de saúde do beneficiário, nos casos em que houver previsão contratual para atendimento em estabelecimento de saúde específico.

 

REMOÇÃO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA PARA BENEFICIÁRIOS QUE AINDA ESTEJAM CUMPRINDO O PERÍODO DE CARÊNCIA

  • Será garantida a remoção para uma unidade do SUS, após o atendimento de urgência/emergência, no caso de beneficiário que ainda esteja cumprindo carência para internação;
  • Caberá à Funcesp o ônus da remoção do beneficiário para uma unidade do SUS que disponha dos recursos necessários a garantir a continuidade do atendimento;
  • Quando a remoção não for possível por risco a vida ou outra razão técnica, o beneficiário e o prestador do atendimento deverão negociar entre si a responsabilidade financeira da continuidade da assistência, desobrigando-se, assim, a Funcesp, desse ônus;
  • Na remoção, a Funcesp deverá disponibilizar ambulância com os recursos necessários a garantir a manutenção da vida, só cessando sua responsabilidade sobre o beneficiário quando efetuado o registro na unidade do SUS;
  • Quando o beneficiário ou seus responsáveis optarem, mediante assinatura de termo de responsabilidade, pela continuidade do atendimento em unidade que não seja pertencente ao SUS, a Funcesp estará desobrigada da responsabilidade médica e do ônus financeiro da remoção;
  •  

 
SOLICITAÇÃO E AUTORIZAÇÃO
 

Toda solicitação de remoção está centralizada na Central de Regulação 24 horas, no telefone 011 4004.0173 ou 0800 722 0173.

Esta Central, após análise da solicitação, havendo pertinência técnica, acionará o serviço de ambulância, fornecendo a respectiva senha de autorização.

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES NA SOLICITAÇÃO

  • A situação do beneficiário para direcionamento do tipo de ambulância (simples ou UTI);
  • Nome completo do beneficiário e o número do Cartão de Identificação da Funcesp;
  • Sexo e idade do beneficiário;
  • Nome completo de quem solicita a ambulância;
  • Grau de parentesco do solicitante com o beneficiário;
  • Telefones para contato (residencial e celular);
  • Endereços completos do hospital ou pronto-socorro onde está o beneficiário e do hospital para o qual será transportado;
  • Diagnóstico (se houver);
  • Nome do médico responsável (se houver);
  • Se a vaga hospitalar já foi solicitada;
  • Detalhes sobre o hospital ou pronto-socorro onde o beneficiário se encontra (se existem escadas ou elevadores).